Banner-de-Prmocao-de-Setembro-14-09-2016

  • slide4
  • slide5
  • slide6

lojas2

Vai receber amigos? Saiba como calcular carne para churrasco

Postado em Notícias

como-calcular-carne-para-churrasco

Seja nas datas comemorativas ou para aproveitar o domingo, reunir a família ao redor da churrasqueira é sempre uma ótima opção para as refeições. Mas você sabe como calcular carne para o churrasco sem errar? Com a medida certa, fica fácil evitar o desperdício e garantir que todo mundo vai sair satisfeito.

Além de acertar na quantidade, também é preciso ficar atento ao corte ideal, ao modo de temperar, ao ponto certo e até mesmo na técnica para acender e controlar o fogo. Tudo para deixar o encontro ainda mais saboroso e especial.

Como calcular carne para churrasco

As principais carnes indicadas para um bom churrasco são cupim, maminha, fraldinha, alcatra, picanha e costela. Mas independente do tipo, na hora de aprender como calcular carne para churrasco a dica é comprar 400 gramas por adulto.

Já para crianças, a quantidade muda um pouco. Aquelas entre seis e 11 anos de idade podem ser contabilizados como meio adulto. Ou seja, 200 gramas. A partir dessa idade, a conta pode aumentar gradativamente. Depois dos 15 anos já podem ser considerados os valores de adultos.

Além de saber como calcular carne para churrasco, outros cuidados são importantes na hora da escolha. Para garantir a boa qualidade das peças e que ficarão macias e suculentas quando prontas, elas precisam ter marmoreio (fibras brancas que entremeiam a carne). Também deve-se ficar atento à data de validade e à procedência

Já a aparência da carne deve ser o mais vermelha e brilhosa possível. As mais escuras e opacas devem ser descartadas, pois já não está no ponto ideal e podem prejudicar a qualidade da refeição.

Outras dicas para preparar o churrasco

Depois de saber como escolher e como calcular carne para churrasco, chegou a hora de preparar as peças. O primeiro passo é o tempero adequado, fundamental para que elas fiquem macias, saborosas e assem corretamente.

Diferenças entre Manteiga, Margarina e Creme Vegetal

Postado em Notícias

"Como escolher? Me parecem ser todas iguais!"

No supermercado, estão juntas normalmente na mesma secção – o que pode causar confusão. Além disso, as embalagens costumam ser muito semelhantes – o que faz com que as diferenças passem ainda mais despercebidas. Mas, sim, diferente do que muitos pensam, existem diferenças entre manteiga, margarina e creme vegetal. Cada um dos produtos tem uma quantidade e tipo de gordura diferente.

Para acabar com essas dúvidas de uma vez por todas, apresentamos no artigo de hoje as principais diferenças entre margarina, manteiga e creme vegetal. Assim você saberá fazer a escolha correta na próxima vez que for ao supermercado. Confira abaixo!

diferenca-entre-manteiga-e-margarina-beneficios-e-maleficios-a-saude.jpg.pagespeed.ic.GZwiuhBHgS

Quais as Diferenças entre Manteiga, Margarina e Creme Vegetal?

Manteiga

  • Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é composta por cerca de 80% de gordura, sendo o restante água, resíduos de lactose (o açúcar do leite) e de butirina, um tipo de gordura.
  • Manteiga é um alimento com alto teor de gorduras saturadas, colesterol e calorias, pelo que é recomendável em doses moderadas para desportistas ou pessoas que tenham um grande consumo energético.
  • Atendendo às condições especiais de saúde, é possível consumir manteiga e ter uma dieta saudável e equilibrada, ela é de fácil digestão apesar do alto conteúdo de gordura
  • Não é recomendado o consumo a pessoas com colesterol elevado (hipercolesterolemia). Tipos de manteiga: existem manteigas com vários teores de gordura láctea também com e sem sal.

Margarina

  • É um produto gorduroso em emulsão estável com leite ou seus constituintes ou derivados, e por óleo ou gordura vegetal, destinados à alimentação humana (sendo mais indicada para o uso culinário, no preparo de bolos e massas) possui cheiro e sabor característico.
  • Segunda a ANVISA o teor de gordura pode variar de 82% a 85% e a presença de gordura láctea pode ser de até 3%. Qualquer produto identificado como "margarina" em seu rótulo ou no rótulo de produtos que a contém, contém leite ou algum de seus derivados, obrigatoriamente.
  • Atualmente ainda existem algumas margarinas com gordura trans, mas a maioria delas já não a apresenta mais em sua formulação (verifique no rótulo).
  • Margarina feita à base de óleo de dendê não necessita de hidrogenação, sendo livre de gorduras trans.